Catarina Mina
Catarina Mina
Fortaleza

A Catarina Mina nasceu no Ceará há 12 anos. A marca já ganhou o Brasil e dois pontos de venda nos EUA, Reino Unido e Porto Rico. Figurou em feiras de capitais europeias como Berlim e Paris. A Catarina Mina continua tendo o Ceará como base de trabalho e produção. Um dos resultados da permanência e da relação com o lugar é a afirmação de sermos um Produto Artesanal Cearense. Situando a marca em um movimento local e não menos luxuoso que outros trabalhos com foco em handmade do País.

Especializada na criação e desenvolvimento de bolsas feitas à mão, a marca reflete a dedicação a todo o processo que envolve o nascimento de cada peça em produtos que aliam a tradição do artesanato à sofisticação do luxo. Desde sua criação, a marca já desenvolveu produtos de Private Label para grandes marcas como: Osklen, Água de Coco, Maria Filó, Maria Garcia, Daslu, Lilla Ka, Lita Mortari e outros. Algumas das coleções desenvolvidas foram destaque em desfiles do SPFW, como foi o caso da linha de fios dourados produzida para Água de Coco.

O trabalho artesanal em crochê é feito por grupos no Morro Santa Terezinha e Itaitinga, em parceria com a fundadora da marca, a Designer Celina Hissa. A marca foi a primeira do segmento de moda a abrir os custos no Brasil, e hoje é possível constatar no site da Catarina Mina quanto do investimento vai para cada parte da cadeia. A marca foi premiada pelo ECOERA, prêmio de sustentabilidade idealizado por Chiara Gadaleta da VOGUE por esta iniciativa. Uma causa que envolve o slow fashion e os conceitos de fairtrade, e se insere em movimentos mundiais como o Fashion Revolution, campanha para a erradicação do trabalho escravo nas marcas de moda. 

Hoje a marca se destaca por seu projeto #umaconversasincera que teve visibilidade e reconhecimento nacional, recebendo prêmios pela inciativa, entre eles o Prêmio ECOERA da VOGUE idealizado por Chiara Gadaleta e prêmio BRASIL DESIGN (3M) (2016)

Com produtos distribuídos pelos estados de São Paulo, nas lojas CHOIX e ACAJU, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Espírito Santo, Alagoas e o Rio Grande do Sul, além do próprio Ceará, a grife tem hoje como principal pondo de venda sua loja virtual www.catarinamina.com.br.

Conheça o projeto #umaconversasincera, que rege a campanha de custos abertos da marca, fazendo a ponte de viabilização e criação de produto de design para o artesanato de dezenas de mulheres em comunidades no Ceará. Em um ano de reposicionamento e abertura de custos, a Catarina Mina quadriplicou o número de mulheres artesãs envolvidas no processo, sem tornar a produção seriada, mantendo o cuidado com cada peça e principalmente tirando algumas das profissionais envolvidas de situação de vulnerabilidade social. Além disso, concebeu e adotou uma oficina de artesãs em distritos de Sobral, a Fia Oficina, que trabalha principalmente com palha de carnaúba e beneficia mais de 20 mulheres no distrito de Aracatiaçu.