De La Merche
De La Merche
Santo André

Nos revelamos ao mundo no fim de 2017, mas nossa história teve início há mais de 100 anos atrás, em 1911, num pequeno povoado espanhol (Cadalso de Gata - Extremadura). Maria de las Mercedes (Merche), a bisavó da fundadora da marca, Luana Perez, era uma mulher brilhante e corajosa cuja história de vida inspirou a criação de uma marca que une com maestria o passado ao presente através de seus cosméticos vintage, premium, veganos e cruelty free.

Nossos produtos revelam as delícias de uma pele macia e perfumada, em um corpo saudável e ativo, que vive a desenvolver projetos, sempre a trabalhar na busca de um mundo melhor. Assim é que vislumbramos a mulher à qual atendemos, a mulher que admiramos e respeitamos com a mais profunda reverência, a mulher sofisticada e presente nos desafios de uma existência em constante transformação, a mulher cuja beleza interior é revelada a cada momento.

Respeitar a mulher significa também respeitar a natureza.

Significa renunciar a componentes químicos nocivos como parabenos, BHT, óleo mineral e ftalatos, enriquecendo os produtos com ativos naturais e vegetais como o nobre óleo de oliva e manteigas de cupuaçu e karité.

Significa também nunca realizar testes em animais, o que para nós é questão de honra acima de qualquer debate.

Significa trabalhar na chave da sustentabilidade, remetendo à ideia de que nossos produtos são total e ecologicamente utilizados. Consumidos os sabonetes, os perfumes e demais cosméticos, restam as embalagens cuidadosamente elaboradas de modo artesanal, que podem ser reutilizadas para diversas finalidades, pois não foram idealizadas para o descarte. Cada uma é uma obra de arte emocionante que conduz a um tempo de glamour, nossa Golden age, a belle époque.

Significa criar produtos de primeira linha, com personalidades próprias, de extrema beleza e com fragrâncias que são um capítulo à parte: fazem sonhar nas asas da fantasia ilimitada!

E por trás de tudo o que fazemos está o espírito de nossa filosofia de vida, sobre a base da produtividade, da habilidade desenvolvida de modo sério e atemporal, seguindo os exemplos das grandes mulheres que enaltecemos.